Últimas Notícias: Rebeca Andrade vai ser a porta-bandeira do Brasil na cerimônia de encerramento Com a maçã Fuji, Santa Catarina conquista sua sexta Indicação Geográfica Covid-19: Este sintoma diminui a libido e vontade de ter relações A próxima missão da SpaceX terá série documental na Netflix Chegou a nova grande funcionalidade do WhatsApp Meghan Markle: 40 anos, 40 visuais que provam a versatilidade da ex-atriz São Paulo aposta em rodagem do elenco contra Vasco para avançar na Copa do Brasil Qubit mecânico de nanotubo não perde dados tão facilmente SuperBIT: Telescópio em balão vai superar Hubble Ana Marcela Cunha leva a melhor e garante ouro na maratona aquática
Manchetes

PF faz extradição de argentinos acusados de feminicídio

by Ervalhense - terça-feira, 8 de junho de 2021 18:00








Dois argentinos acusados de violência doméstica e feminicídio no país vizinho foram entregues hoje (8) pela Polícia Federal (PF) às autoridades argentinas na Ponte Tancredo Neves, fronteira com a cidade de Puerto Iguazú. Os dois custodiados foram levados do Aeroporto Internacional Tom Jobim-RioGaleão até a cidade de Foz do Iguaçu, no Paraná, no complemento da Operação Castellano, deflagrada ontem pela PF, na cidade do Rio de Janeiro, para realizar a extradição dos argentinos.

Os presos passaram a noite na delegacia de Polícia Federal em Foz do Iguaçu e permaneceram lá até serem entregues nesta terça-feira às autoridades argentinas. De acordo com a PF, os extraditados foram presos no Brasil, em 2019 e em 2021, em cumprimento “de ordem de captura internacional da Interpol (Difusão Vermelha), e tiveram suas extradições para a Argentina deferidas pelo Supremo Tribunal Federal, no mês de maio deste ano”.
A PF informou que, por causa da pandemia da covid-19, a logística da extradição passiva dos estrangeiros está sendo atípica, uma vez que o Brasil, em cooperação policial direta, está executando a escolta internacional dos foragidos até a fronteira com o país vizinho.
“Todo o procedimento foi acompanhado pelo Consulado Geral da Argentina no Rio de Janeiro, representado pelo cônsul geral, Claudio Gutierrez, que, desde a prisão dos extraditados, prestou assistência consular aos seus nacionais”, completou a PF, em nota.   Fonte: Notícias ao Minuto Brasil

https://media-manager.noticiasaominuto.com.br/640/naom_60bf916844dd9.jpg